1 de out de 2014

Fora de controle 2ª Temporada - cap 1

Perdida nesse momento, E o tempo continua passando, E se eu pudesse ter apenas um desejo, Eu desejaria ter você ao meu lado.


A senhora cansada e com olheiras perceptivas a distância mais uma vez chorava sobre a cama de sua filha no hospital, 3 anos em coma, já não suportava mais, não suportava mais ver sua filha naquele estado, apertou a mão de sua filha e o quão grande foi surpresa ao sentir sua mão ser apertada de volta, levantou o olhar vendo aqueles olhos azuis e ficarem cheio de confusão. o choro ficou preso em sua garganta enquanto tentava fazer seus olhos acreditarem no que viam... por segundos ficou parada apenas a olhando até finalmente cair em si, sua filha, sua filha acabara de acordar. 



levantou-se depressa correndo pelo corredor enquanto chamava um médico... 
sentada em uma poltrona esperava impaciente pelo médico, suas mãos suavam tamanho era seu nervosismo, será que sua querida filha ficaria bem? será que haveriam sequelas? 
levantou-se quando viu o médico se aproximar, Dr Arthur era o nome dele, cuidou do caso de sua filha desde o começo, sempre acompanhando tudo de perto.

-E então? -perguntou deixando seu nervosismo transparecer em sua voz--é um milagre, sinceramente não achamos que ela sairia desse coma, não desistimos do caso dela por insistência sua e agora vejo que valeu a pena, pelo que me parece ela está muito bem, não há sequelas, faremos alguns exames apenas para termos absoluta certeza, se você estiver de acordo é claro.

- claro, claro, façam tudo o que precisar -proferiu sorrindo como a muito tempo não fazia- obrigado Dr Arthur, obrigado - o abraçou deixando-o sem graça-
- não me agradeça, eu fiz o meu trabalho -sorri-....
Samantha observava a tudo totalmente perdida, onde estava? onde estava Justin? o que estava acontecendo afinal? uma hora estava em um festival de música e na outra em um quarto desconhecido.
viu sua mãe entrar no quarto e sentar-se ao lado da cama onde encontrava-se deitada.





-mãe?- oi meu amor, como se sente?- eu... onde eu estou?- no hospital, não se lembra? - perguntou com preocupação--lembrar? do quê?- querida, você sofreu um acidente a 3 anos atrás e está em coma desde então.
Samantha engasgou-se com a própria saliva, em coma? 3 anos? mais e Justin? sua irmã? sua mente não conseguia processar aquilo, céus, que porra tava acontecendo?

-  quantos anos eu tenho mãe? -perguntou não contendo as lágrimas- - 20 meu amor, o que você tem? porquê está chorando? deveria está feliz. -a mãe proferiu sem entender ao certo o que acontecia ali-
-eu tenho 17 mãe, 17 anos.- você tinha aline, antes do acidente.- eu quero o Justin, eu o quero agora -gritou em prantos-- Sam acalme-se, o que Justin tem haver com isso meu amor? como conhece o marido da sua irmã?
Samantha travou por alguns segundos sem acreditar no que acabara de ouvir, marido? marido de sua irmã?
- marido?-sim querida, eles se casaram a 1 ano. - não, não pode ser, eu quero o Justin, eu quero o Justin - voltou a gritar em desespero enquanto chorava e soluçava sem parar- eu quero vê-lo

gritou mais alto assustando sua mãe que tentava a todo custo acalmá-la, saiu do quarto chamando por Dr Arthur que rapidamente foi ao quarto dando a Sam um calmante que a fez dormir quase que de imediato

horas se passaram desde o acontecido, Sam agora acordada olhava pra parede branca, sem vida, tentava processar tudo aquilo, como era possível? tudo o que viveu, tudo o que passou fora apenas um sonho, um sonho.. como? era difícil acreditar, e Justin, Justin era casado com sua irmã, sentia seu peito doer a cada vez que pensava na frase de sua mãe.

virou ao ouvir o som da porta sendo aberta e seus olhos quase saltaram das órbitas ao vê-lo ali, parecia ser mais velho que si uns 5 anos, já que o que vivera fora um sonho não sabia ao certo quantos anos ele tinha, seus olhos ficaram úmidos e logo as lágrimas começaram a cair incessantemente. o mesmo se aproximou e sentou-se no banco ao lado, no mesmo instante foi agarrado por Sam que não conseguiu se segurar tendo-o tão perto, sem saber o que fazer Justin apenas correspondeu, não podia simplesmente empurrá-la, seria grosseria de sua parte.




-Justin - sussurrou soluçando ao final- - sua mãe disse que você queria me ver, não sei como você me conhece, afinal, no dia que iriamos nos conhecer você sofreu o acidente.
-eu já te conheço - sussurrou se acalmando-- mais co...-apenas me abraça -o interrompeu-

opa opa minhas lindas, olha eu de volta aqui, que maravilha voltar a escrever pra vocês, se fico ou se vou só depende de vcs, mais e ai, o que acharam da reviravolta na história? ainda vem muita coisa por ai;

e só pra começar bem que tal 10 comentários?

8 comentários:

  1. Meeeeeeeu Deus que bom que você voltou a postar, as primeiras fanfics que li foram nesse bog, e foram as únicas também que li pois não tinha paciência para ler as de outras pessoas, nesse blog eu li, ri, gritei e tive vontade de também escrever, nossa aí no começo do ano eu acho eu procurei por ele e vi que estava parado, caramba eu quase morri, agora você voltou e eu espero que nunca mais faça isso, as fanfics daqui são únicas <3

    ResponderExcluir
  2. awwn ta perfeito , continua , queria saber se tem vaga pra uma escritora

    ResponderExcluir
  3. Ei anjo, eu acabei de criar meu blog, poderia divulgar? Agradeço <3 (http://red-queenfanfics.blogspot.com.br/)
    Bejinhoos**

    ResponderExcluir
  4. Poderia divulgar meu blog, por favor?
    → http://small-belieber.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

gostou? comenta *-*
não gostou? pra quê leu?