10 de set de 2013

Hate That I Love You - Pietro

"A vida é uma grande peça, então faça seu show antes que as cortinas se fechem."
- Capitulo 9 -


konan abriu os olhos e decepcionou-se ao não encontrar Justin ao seu lado, porem, logo a decepção deu lugar a um lindo sorriso ao ver Justin entrar no quarto com um enorme sorriso e uma bandeja de cafe da manha em mãos. Justin depositou a bandeja em cima da cama e caminhou ate konan dando-lhe um selinho, a mesma sorriu diante do ato de carinho, mesmo depois de tudo, do amor que fizeram e das palavras de Justin, ainda sentia-se insegura, tinha medo, medo de Justin voltar a tratá-la como uma qualquer

eu vou pro meu escritório, preciso ler uns documentos que Ryan me trouxe, mais se precisar de mim ou quiser algo pode ir la falar comigo ok?
ok - respondeu a ruiva sorrindo,-

Justin beijou-lhe a testa e saiu.

...

Konan olhava a tv desligada com tédio em cada parte de seu ser, queria ir ao escritório falar com Justin mais tinha medo de atrapalha-lho e acabar estragando tudo...

depois de mais um tempo olhando a tv desligada a ruiva acabou pegando no sono.. não parecia ter dormido nem 5 minutos -mesmo tendo dormindo uma hora- e já acordou com o barulho alto da porta batendo, levantou-se vendo Justin entrar furioso pela mesma, quando ele tinha saído afinal?

Justin..
cala a boca vadia  -gritou Justin irritado-

konan se quer importou-se com o insulto, estava mais preocupada com o que avia deixado Justin daquele jeito, ficou observando-o sumir ao dobrar no corredor, homens armados subiam e desciam pela escada , hora ou outra um grito de Justin era ouvido, konan suspirou tentando perguntar o que avia acontecido mais nenhum dos caras deu-lhe atenção, foi então, quando tinha desistido que viu sua salvação entrar pela porta, Ryan.

Ryan, o que tá acontecendo?
bom, um cara muito importante encomendou umas armas com o Justin, mais quando o caminhão de armas tava indo pro galpão foi roubado por um dos piores inimigos de Justin, Piero, Justin está desesperado por não saber o que fazer, o homem que fez o pedido não é do tipo que aceita esse  tipo de coisa, ele não vai se importar se a culpa e ou não do Justin, ele vai cair matando, Justin não pode simplesmente apaga-lo por que o cara é uma figura pública, e além disso, ele também é muito influente, se ele espalhar por ai que Justin não entregou a encomenda destorcendo os fatos Justin vai perder milhares de clientes, sem clientes sem dinheiro
céus -espantada- como isso aconteceu?
eu não sei, mais Justin ta tentando resolver.
e quem é ele Ryan?
eu não sei se posso te contar
por favorzinho? -fez uma voz de criança-
-suspira- é o Deputado Henrique-
quê? -chocada-
não diga ao Justin que te contei.
tudo bem, e obrigado por me falar Ryan.
de nada ruiva

depois de exatas 6 horas o movimento finalmente parou deixando a mansão com um ar de tranquilidade. konan decidiu ver como Justin estava, estava preocupada com o mesmo, subiu as escadas correndo disposta a ajudá-lo, não sabia como faria, mais o faria....

entrou no escritório sem bater já que Justin disse que se a mesma precisasse de algo podia ir até ele, arrependeu-se, Justin estava sentado na poltrona com a cabeça jogada pra trás enquanto uma "vadia" o acariciava o rosto, a mesma trajava uma mini blusa e uma mini saia mostrando até o útero, o que veio a seguir fez a cabeça da ruiva girar, a vadia encostou os lábios nos de Justin, beijando o seu homem até quase arrancar-lhe a alma pela boca.

como pode fazer isso depois de tudo que me disse?
konan...

justin se levantou assustado

deixa eu..
esqueça..

konan não deixou que ele terminasse e saiu dali indo direto pro quarto, pegou uma mala que a tempos estava em baixo da cama e a encheu com todas as suas roupas, fechou e caminhou em direção a porta e só parou quando Justin entrou pela mesma.

onde você vai? -perguntou Justin irritado-
embora, vou te deixar livre pra fazer e ficar com quem quiser.
para com isso konan, aquele mulher é como uma mãe pra mim, ela só estava tentando me acalmar.
sua mãe com certeza não se veste como uma vadia e te beija na boca
konan, por favor, não seja dramática.
-soluça- pois a dramática aqui está indo embora, e não tente me impedir.
para, você não vai a lugar algum -a segura pelo braço- a não ser dentro de um caixão.
então me mata. -grita-
eu já mais faria isso -sussurra-
será que não entende, eu não aguento mais isso, eu, eu odeio amar você(hate that i love you)

konan se Soltou e saiu correndo da mansão o mais rápido que pode enquanto as lágrimas caiam insesantemente por seu rosto.

depois de quase 1 hora caminhando konan chegou a estrada de areia, estava tudo escuro, a única luz presente era a de seu celular que a mesma usava pra clarear o próprio caminho, ouviu uma buzina e um carro vermelho aproximar-se de si, sentiu um frio subir-lhe pela espinha e se arrepiou, soltou a mala e se pois a correr, tudo bem que não adiantaria muito já que estava a pé e quem quer que fosse estava de carro, mais tinha que tentar. 
o carrou parou, konan estranhou mais levou um susto ao ver um homem sair do mesmo, voltou a correr já que em um momento de curiosidade tinha parado, não era rápida o suficiente, sentio um baque forte contra a cabeça deixando-a desnorteada, sentiu-se ser carregada até o carro, viu passarem por estradas e mais estradas e então apagou


...

acordou assustada lembrando-se do que ocorreu, abriu os olhos que ainda encontravam-se fechados e entrou em desespero, estava pelada com as mãos presas a uma corrente que a erguia deixando-a suspensa a alguns centímetros do chão, era tudo escuro, a única luz presente estava em cima de sua cabeça clareando só a si mesma.
uma porta foi aberta fazendo-a se arrepiar com o vento que adentrou o recinto onde se encontrava, a luz foi acesa e viu encontrar-se em um quarto, um homem adentrou o mesmo encarando konan com um sorriso maldoso no rosto enquanto segurava um chicote em mãos.

hora se não é o novo cachorrinho do Justin -rir-
meu nome é konan -grita irritada-
oi konan -sorri sínico- eu sou Pietro

sussurrou perigosamente perto do ouvido de konan e a mesma se arrepiou, incrível como mesmo em tal situação seu corpo lhe traia

o que quer comigo?
horas, não é óbvio? vou arrancar tudo que eu quiser do Justin, ou pelo menos o que é meu por direito, tudo usando você
-rir alto- ele nunca perderia nada dele por mim
oh, não se magoe querida -falou com ironia-

levantou o chicote passando-o pelo corpo de konan e riu desferindo uma chicotada na mesma.

quando ele me der o que eu quero eu te devolvo a ele, mais claro, não posso te devolver inteira né, iria contra todos os meus conceitos. -sorri-
canalha
vadia iludida.

1, 2 , 3 , 4, 5, 6, 7 chicotadas e konan já não sentia mais nada, apenas tinha o olhar fora de foco enquanto pietro ainda a batia, o corpo pálido agora marcado pelo sangue que escorria incessantemente pelo corpo da ruiva, ao sentir-se satisfeito pietro parou.

te vejo amanhã -sorri sinicamente-


+15 Comentários

fiz um cap enorme pra vocês como uma forma de me desculpar por ficar tanto tempo fora, comentem pra vê no que isso vai dar
me ajudem divulgando os caps ao terminarem de ler, perdi muitas leitoras e é fácil vocês divulgarem, rápido e fácil, basta ao terminar de ler clicar nesses 2 icones abaixo da postagem
fazendo isso vocês irão divulgar o cap no twitter e no facebook de vocês, não é fácil?
ajudem-me com isso, please, preciso recuperar e arrumar novas leitoras.
eu sei que estão com raiva de mim, mais comentem
olhem isso, 178 visualizações e só 9 comentários, não façam assim comigocomentem muito nesse cap que no próximo vou falar sobre a próxima história que vai ser postada aqui no blog;