26 de mai de 2013

Hate That I Love You - Chaz

"Não pense muito, não espere muito, não ame muito, por quê tudo que é muito, decepciona."
- Capitulo 3 -

Ouvi a campainha sendo tocada e desci as escadas correndo pra atender, abri a porta e vi o médico parado, ele olhou ao redor desconfiado porém não disse nada, ajeitou os óculos e me olhou.

onde ela está? -perguntou ainda desconfiado-
lá em cima, eu levo o Sr até lá.

subi as escadas com ele atrás de mim prestando atenção em tudo.

não é uma mansão muito grande só pra você e sua mulher? -perguntou curioso-
é.. queremos ter muitos filhos -menti-
ah sim -finalmente calou a boca-

mostrei o quarto pra ele, o mesmo me fez ficar do lado de fora esperando, com certeza não ah nada mais constrangedor do que isso, tudo culpa do vagabundo do Justin...

o médico saiu depois de uns  minutos mais ou menos, me olhou bravo e então começou a falar.

eu não sei o que você fez, mais a machucou pra valer, com muito esforço consegui fazê-la parar de sangrar e sentir dor, se realmente ama sua esposa deveria ser menos violento na cama, ela só voltará a andar e fazer sexo em uma semana, cuide bem dela e qualquer coisa me ligue -me entrega um cartão- até.
até Dr -respondi sem graça por conta do sermão-

Justin seu FDP do caralho.
entrei no quarto e encontrei konan olhando pra janela.

melhor? -sentei ao seu lado-
uhum -respondeu sem me olhar-
sinto muito pelo que o Justin fez -não sinto não-
Obrigado Chaz -respondeu sorrindo-

É , talvez eu realmente sinta.

de nada -sorri-
posso pedir uma coisa?
claro.
deita comigo? -sussurrou corada-
o quê?
deita comigo -repetiu-
hã, tudo bem.

meio incerto deitei ao lado dela, a puxei deitando-a com a cabeça no meu peito, ela se aninhou a mim como um gatinho mimado e fechou os olhos, sorri de canto, é impossível não gostar de alguém como a Konan.

...

Narração: Konan Stone

abri meus olhos com muito esforço e Chaz já não tá mais aqui, olhei ao redor e nada dele, me ajeitei na cama sentindo uma forte dor e deitei novamente, a porta do quarto foi aberta e eu sorri pensando ser Chaz, meu sorriso se desmanchou ao ver Justin.

ah, já tá melhor né? então já pode transar? 
não, eu não posso, não faz nada, não faz.

pedi em desespero, ele fez bico e deitou na cama perto dos meus pés
espera.. ele fez bico? é isso mesmo produção?

ah, sua chata.
quê? -perguntei meio atordoada-
isso mesmo, você é chata sua chata. -faz bico-

oh meu Deus, ele tá fazendo de novo, mais, mais eu.. oh céus, meu nariz tá transbordando, tentei conter o sangramento até ouvir a risada sonora de Justin, por quê ele sempre rir quando acontece isso comigo?
ele tirou a própria blusa e me entregou, levei ao meu nariz e pressionei o limpando.
senti um peso nas minhas pernas e quando olho encontro Justin deitado nas mesmas, ergui uma sobrancelha.

sai das minhas pernas -pedi jogando a blusa suja de sangue pro lado-
não -cruza os braços-
mais... as pernas são minhas -falei meio em dúvida-
não ligo, eu vou ficar aqui.
mais Justin..
e agora acaricia minha cabeça.

mais que merda é essa que tá acontecendo? que mané acaricia minha cabeça o quê?

anda logo -leva minha mão a cabeça dele-

dei-me por vencida e comecei a acariciar os cabelos dele, juro ter ouvido um ronronar como um gatinho faz.

... Uma Semana Depois

acordei sentindo uma sensação gostosa se apossar do meu corpo, olhei pra baixo e arregalei os olhos, Ryan, o Ryan está lambendo a minha.. oh céus, ele tá lambendo a minha, a minha... oh Deus.
o susto foi tão grande que acabei levantando de uma vez na cama e dando um chute em cheio na cara dele.

vadia, precisava me chutar -levanta-
desculpa Ryan, foi reflexo.
vai a merda

ditou irritado e ficou sobre mim, suas mãos desceram pela lateral do meu corpo e sua língua adentrou a minha boca, correspondi ao beijo porquê, o cara beija pra caralho, posso ter um orgasmo só o beijando, mesmo que o beijo dele não se compare ao de Justin ele beija quase tanto quanto.

ouvimos a porta ser aberta e nos separamos olhando pra mesma, Justin.

Ryan, você e o Christian tem umas garotas pra ir buscar pra mim, então vai, agora. -gritou-

Ryan levantou e saiu, bufei, quando to prestes a pegar um gostoso o Justin estraga prazeres aparece.

então você já pode transar? -sorri malicioso-
não po-posso não - gaguejei-
vamos ver

quando ele começou a caminha na minha direção levantei correndo e me tranquei no banheiro.

uma hora você vai ter que sair dai. -gritou-
não vou não -gritei de volta-



+ 25 Comments

podem me matar, eu deixo ok?

desculpem pela demora, mais pelos menos eu demoro mais posto caps grandes né?

38 comments? preciso dizer você são as(os) melhores?

preciso?
você são as(os) melhores leitoras(es) do mundo.
<33