13 de mai de 2013

Hate That I Love You - Sinopse//Personagens


... Sinopse


Que tipo de idiota tem uma hemorragia nasal só em olhar um cara? 
eu lhe respondo... 
eu sou a tipo de idiota, mais cá entre nós, como não ter? 
o cara é gostoso pra caralho, 
É inevitável olhar pra ele e não ter uma hemorragia nasal seguida de um orgasmo. 
e não, não é exagero 
... 
 Agora você é minha propriedade. -falou com aquele sorrisinho sexy no canto da boca, e oh céus, assim ele me mata- 
como é que é? -quero ter certeza do que ouvi- 
 Sua mãe deu você pra mim pra quitar uma divida que ela me devia. 
...

"A uma linha tênue entre o ódio e o amor.." 

... Personagens

Konan Stone (Emma Stone) 19 anos


Justin Bieber 23 anos


Ryan Butler 24 anos


Chaz Somers 21 anos


Christian Beadles 20 anos


Classificação indicativa: +18
Gêneros: comédia, ação, romance, drama, violência.
Trilha Sonora: Hate that i love you - Rihanna ft Ne-yo
Nota: Frequentes cenas de espancamento e estupro.

+ 18 Comments


Estrela Cadente - Cap 15 - Final


- Maldita Estrela - 

acordei ao sentir um cheiro gostoso invadir minhas narinas, abri os olhos e vi Justin entrando no quarto com uma bandeja em mãos com um lindo café da manhã, o mesmo vestia apenas uma bermuda, o que me fez lembrar do que fizemos na noite anterior me fazendo corar violentamente.

- bom dia meu amor - me beija- 
- bom dia -respondi ainda corada- não me beija, ainda não escovei os dentes - disse brava-
- eu já disse que você fica linda assim toda corada e bravinha-rir-
- bobo 

ele sorriu e empurrou a bandeja pra perto de mim me fazendo sorrir, comi como se não comesse nada a anos, até o momento não avia percebido que estava com tanta fome

- sai comigo hoje?
- sair? pra onde?
- um jantar , quero te fazer um pedido especial.
- tudo bem
- sairemos hoje as 8:00
- certo -sorri-
- eu tenho uma entrevista hoje, vou falar de você. 
- que? -perguntei assustada-
- eu quero que todos te saibam Sunny, saibam que você é uma pessoa doce, que te amo de verdade e que saibam de uma vez por todas que nada do que fizerem ou falarem me farar te deixar.

sorri encantada

...

minhas mãos tremiam levemente enquanto me olhava no espelho, tinha uma noção do que Justin poderia me pedir e pensar nisso faz com que eu fique ainda mais nervosa, terminei de me maquiar, vi faltar alguns minutos pras 8:00 então me vesti, escolhi um vestido simples, afinal, era apenas um jantar entre nós dois.

desci as escadas encontrando Justin a minha espera perto da porta, seus olhos brilharam ao me ver e eu sorri o beijando.

- você está linda, o vestido combinou com os seus olhos.
- obrigado amor, você também está lindo.

sussurrei e então saímos entrando no carro, Justin dirigiu por mais ou menos meia hora até chegarmos ao restaurante que por sinal era lindo, entramos e eu estranhei ao não ver ninguém.

- Justin..
- eu aluguei todo o restaurante só pra nós dois.

falou como se lesse meus pensamentos, nos sentamos a mesa e um garçom nos atendeu, comemos macarronada já que Justin adora, de sobremesa escolhemos sorvete, levei a colher a boca e estranhei ao sentir algo sólido encostar em minha língua, levei minha mão a boca e puxei o que quer que fosse, meus olhos arregalaram-se levemente ao constatar o que era, era uma aliança, uma linda aliança.

- casa comigo?
- Justin -sussurrei com lágrima nos olhos- 
- você aceita?
- eu.. eu aceito.

ele levantou-se e me puxou me beijando

- somos jovens, é verdade, mais podemos esperar mais um pouco.
- eu te amo

sussurrei sorrindo e ele fez o mesmo..
pegou a aliança da minha mão e a colocou no meu dedo.

- agora e pra sempre 

sussurrou beijando o meu dedo em cima da aliança

- vamos pra casa?
- não, vamos ao cinema
- cinema?
- é, iremos assistir a Um amor pra recordar
- você existe?
- sim, eu existo e sou somente seu.

Justin pagou a conta e saímos do restaurante levando um susto, tava cheio de paparazzis e beliebers, quase fiquei cega com tantos flashes na nossa direção, voltei a realidade quando senti algo doer contra o meu braço, logo vieram mais, olhei e vi elas, elas estava jogando tomates e ovos em mim, como elas podem fazer isso? vir aqui apenas pra fazer isso comigo.
meus olhos arderam e as lágrimas começaram a cair enquanto elas continuavam... 

os gritos, os flashes, mãos me empurrando enquanto Justin tentava me tirar dali, enquanto o ouvia gritar meu nome, 

sai correndo dali entrando no primeiro táxi que consegui parar, as lágrimas desciam queimando o meu rosto como se fossem fogo, meu braço estava arranhado com um filete de sangue escorrendo, alguém passou a unha me machucando, pedi que o taxista me levasse pro ponto mais distante de tudo e de todos, mais distante da cidade, ele me levou até um pequeno penhasco que servia como observatório da cidade, desci e dei a ele o endereço pra pegar o dinheiro mais não dissesse onde avia me deixado, ele concordou e saiu, sentei-me no penhasco olhando pras luzes da cidade enquanto as lágrimas ainda queimavam em meu rosto e os soluços abandonavam minha garganta sem permissão.

- maldita estrela -sussurrei-

no momento em que fechei a boca uma apareceu passando ao longe, fechei os olhos e com toda a dor que estava sentindo desejei.

- Eu desejo nunca ter conhecido o Justin....





e lá se foi mais uma história, o estórico de histórias escritas aqui por mim com certeza já é grande shausha mais em fim, vai ter segunda temporada, isso dá pra ver né? hsuasmais bem... agradeço a vocês por sempre comentarem , por me inspirarem com seus lindos elogios e por me motivarem a continuar a escrever.


E apesar dos agradecimentos acima estou decepcionada com vocês, tantas visualizações e  poucos comentários, custa comentar? acho que não né?não sei se com os comentários como estão irei postar uma nova história, se acontecer, será

eis o motivo da minha decepção ↓

tenho ou não tenho motivos pra tal?