25 de mar de 2013

Fora de Controle {7}

Cansada de tudo que começa, hoje eu queria algo que continuasse…
Leiam as notas finais

o celular dele tocou e ele levantou-se pra atender, desceu um pouco as escadas do terraço e eu por curiosidade me escondi perto o suficiente pra ouvir a conversa.

Xx: e então agente 7
Justin: eu não descobri nada, ela não o matou chefe.
Xx: você é um agente do FBI, está ai pra descobrir algo e não envolva seus sentimentos por ela na investigação
Justin: eu sei que sou um agente do FBI, e eu não estou envolvendo meus sentimentos no meio,isso não envolve em nada do que estou investigando
Xx: assim espero, descubra algo logo, estou de olho em você.
Justin: certo chefe

meus olhos estavam ardendo devido as lágrimas que eu tentava segurar, elas queria cair com toda a força mais eu não choraria por ele.

Eu: então é isso? você está me investigando? por isso se aproximou de mim? fingiu gostar de mim? -falei aparecendo e aproximando-me dele-
Justin: não Samantha , eu gosto mesmo de você, no começo foi só a investigação mais agora não, eu gosto de ti. -tento se explicar em desespero-
Eu: você mentiu pra mim, eu não confio mais em você,  quero distância de você, você me dá nojo.

gritei e desci as escadas com raiva, e ai eu me entrego ao amor uma segunda vez e ele me fode novamente.

Dia seguinte

entrei na sala de aula e como sempre sentei na última cadeira, no canto, eu até tentei matar aula mais na hora exata a diretora estava na porta do meu dormitório pra garantir que eu não o fizesse

tudo que eu menos queria agora é encarar Justin, e é exatamente isso que está acontecendo durante toda a aula, ele me encara a todo instante e isso já está me deixando desconfortável.

Justin: você fica Samantha, eu preciso falar contigo

proferiu quando o sinal bateu avisando o final da aula e todos os alunos saiam 

Eu: sim professor

falei parando em frente a mesa dele, esperamos que os alunos saíssem e ele pediu pra que um deles fechasse a porta.

Eu: então professor, no que posso ajudá-lo?
Justin: não me chame assim -sussurrou com pesar- me chame pelo meu nome.
Eu: certo Sr Justin.
Justin: -suspira- me desculpa por ter metido , é o meu trabalho Samantha, tente entender.
Eu: eu entendi, eu fui apenas parte do seu trabalho, eu entendi perfeitamente.
Justin: não Samantha, eu..
Eu:  tchau Justin.

sai dali sem esperar que ele terminasse sua fala, eu não queria ouvir , não queria.

...

estava mexendo em uma mala que eu ainda não avia aberto por preguiça e achei um bilhete, a cada linha que eu lia minha boca abria-se mais.

Sabia que só leria esta carta agora, você é mesmo uma preguiçosa meu amor, mais escrevi essa carta por que sei que você vem se torturando com a morte do seu antigo namorado, sei que você acha que o matou , mais não foi isso que aconteceu, eu estava preocupada com você então contratei alguém pra te seguir e naquele dia, ele gravou tudo, você estava com seu namorado observando a cidade, e então, quando ele se levantou escorregou e caiu, você tentou ajudá-lo, mais antes disso vocês desmaiou, você estava a dias sem comer, e isso provocou o desmaio, e então você criou uma lembrança de algo que nunca aconteceu, e eu sinto muito por não ter contado antes, mais você nunca me dava chance, nunca, eu tentei , eu juro que tentei , então perdoe-me por ter deixado que se torturasse, só agora consigo falar contigo, por um bilhete,  não se torture mais, e se eu não te ligar, é por que sei que precisa de um tempo só pra você, eu te amo 

Ass: mamãe

Eu sei que nunca dei chances para que ela me falasse, mais ela deixou que eu me torturasse com algo que nunca aconteceu, como ela pôde?


...

Penúltimo cap, mais como eu disse terá segunda temporada

Hey amores, irei divulgar 8 blogs aqui na minha barra lateral, quem quiser o blog aqui pode deixar o link nos comentários, lembrando que eu pegarei os primeiros 8 links que estiverem nos primeiros comentários ok? somente esse.