21 de jan de 2013

∞ All I Want Is You (12)

Quando os seus lábios estão nos meus
Os nossos corações batem como um só
Mas você escorrega entre meus dedos
Toda vez que você foge
(demi lovato - give your heart a break)
Leiam as notas finais (Thanks)


Levantei da cama de má vontade, tomei um banho, troquei os lençóis da cama -pois estavam sujos- e sentei olhando pro nada e pensando no que avia acontecido, ouvi pequenas batidas na porta e tio Ryan entrou logo em seguida...

Ryan: antes que você fale alguma coisa ou tente me matar por favor me esculta -suplicou- eu sei que eu fui um idiota, que deveria ter parado pra te ouvir, mais entenda meu lado, eu fiquei confuso , sem saber o que era verdade, mais eu não devia ter feito o que eu fiz, por favor me perdoa, eu simplesmente não posso viver sem seu perdão.

agora digam-me, tem como não perdoar com palavras tão doces?
sorri e me levantei caminhando até ele e o abraçando, ele afastou um pouco, apenas o suficiente para olhar nos meus olhos, ele aproximou nossos rostos novamente e tocou meus lábios em um singelo selinho, no mesmo instante ouvimos o barulho da porta abrindo-se, nos separamos e olhamos pra porta vendo papai nos olhando com uma cara nada boa.

Jus: que porra é essa? -gritou-
Eu: pai não é nada do que você tá pensando.

ele me ignorou e veio pra cima do tio Ryan dando-lhe um soco no nariz, tio Ryan caiu na hora, papai começou a desferir socos em tio Ryan, tentei separá-los e acabei levando um tapa no rosto, não foi de propósito que papai me acertou, mais doeu do mesmo modo, papai levantou chutando-o na perna, quando ele ia acertar na costela entrei na frente colocado minhas mãos em seu peito com a intenção de fazê-lo parar, e só então eu vi... ele estava chorando... meu pai, Justin Bieber estava chorando....

Eu: pai... 
Jus: esquece ...

murmurou e saiu em seguida, caminhei abaixando-me ao lado do tio Ryan que estava desacordado, liguei para o médico da família, assim que ele chegou o deixei cuidando do meu tio e fui atrás do meu pai, o procurei por todos os cantos no segundo andar e então desci pra procurá-lo no andar de baixo, avistei tio Chaz e decidi perguntar a ele, quem sabe ele o viu..

Eu: onde está o meu pai?
Chaz: que bom que está falando comigo -sorri-
Eu: onde está o meu pai? -ignorei sua frase anterior-
Chaz: bom Jenny, fique calma ok? 
Eu: fala logo tio Chaz
Chaz: ele foi se entregar a policia
Eu: ele o quê? -perguntei chocada- 
Chaz: ele disse que não tinha mais motivos pra ficar aqui , então foi se entregar a policia
Eu: e você e todos esses outros incompetentes deixaram?
Chaz: não pudíamos impedir Jenny, ele é o chefe, o que ele dita é lei.
Eu: droga

murmurei e sai de casa correndo, fui até a garagem e entrei no primeiro carro que encontrei, não me importei com quem era o dono, eu só precisava impedir que papai fizesse a maior merda de sua vida, se ele se entregar a policia provavelmente vai pegar pena de morte, se Juntassem todos os crimes que ele já cometeu advogado nenhum conseguiria salvá-lo, pisei no acelerador indo mais rápido a cada segundo, ultrapassei 3 sinais vermelhos, imprudente , eu sei, mais nada importa pra mim agora além de impedi-lo de se entregar, ultrapassei mais um sinal vermelho e um carro de policia saiu de uma rua a minha direita, eu estava em alta velocidade não tendo assim tempo de parar, peitei em cheio no carro levando-o junto comigo...

...

abri meus olhos e os mesmos arderam devido a claridade do local onde estava, passei minhas mãos pelos mesmos e os abri vendo tio Ryan encostado a porta, eu estava em um quarto de hospital?
um flash back veio a minha mente , lembrei do acidente e automaticamente do papai.

Ryan: que bom que acordou

ele sorriu, me abraçou e tentou me beijar mais eu virei o rosto.

Eu: onde está o papai?
Ryan: -revira os olhos- ele está lá fora, quando soube do seu acidente ele desistiu de se entregar.

no momento em que ele fechou a boca papai entrou pela porta e me abraçou

Ryan: eu volto depois -sai-
Jus: como pôde fazer isso comigo? eu achei que tivesse morrido
Eu: desculpa -murmurei-
Jus: desculpa ?só isso?
Eu: eu sinto muito papai, eu só estava tentando evitar uma loucura
Jus: tentando evitar uma fazendo outra?
Eu: eu só fiquei com medo que você fizesse besteira.
Jus: quando eu vi você e o Ryan, me senti um lixo, achei que a noite passada não significava nada pra você.
Eu: eu o perdoei e ele me deu um selinho, foi apenas isso

ele sorriu e me beijou, ouvimos a porta ser aberta e papai se afastou de mim rapidamente.

Ryan: o que...? vocês estavam se beijando?
Jus: não Ryan, claro que não, você viu errado

olhei pra papai sem entender o por quê de ele ter mentido

Ryan: Justin posso falar com você?
Jus: fala
Ryan: a sós

papai assentiu e saiu junto a  ele, e eu fique ali, boiando sem entender nada...

Justin P.O.V

droga.. Ryan não sabe que rola algo a mais entre mim e a Jenny, ele sabe apenas que sou mal com ela e que as vezes, só as vezes sou um bom pai, mais um coisa eu digo, agora que ele descobriu, vai dá merda....



Continua...



Hey amores, essa história está perto de acabar, e com isso tive uma ideia, eu sei que vocês irão querer outra história certo?e que tal vocês me darem uma ideia pra próxima história? podem deixar nos comentários mesmo, a melhor ideia será usada por mim pra próxima história, mandem ver com as ideias *-*

Ganhei selinhos ↓

Dado por: Gabriela


Dado por:  NAYRA ESTIMA


Dado por: @GuriaDoKidrauhl ✿


Obrigado princesas