28 de dez de 2012

∞ All I Want Is You (6)

Eu preciso saber, devo lutar por amor ou desistir?
Está ficando mais difícil me defender dessa dor no meu coração(That should be me - Justin Bieber)


Justin P.O.V

Estava pegando o carregamento de armas que avia chegado pra mim do Brasil, mais meus pensamentos estavam na Jenny, é incrível como essa garota me faz esquecer de tudo e pensar somente nela...

Chaz: Justin 

ouvi Chaz me gritar aparecendo atrás de mim, me virei e o olhei, ele estava pálido, parecia ter visto um fantasma.

Eu: o que foi? 
Chaz: Austin
Eu: o que tem o meu irmão?
Chaz: ele fugiu da cadeia.
Eu: o quê?  -perguntei não acreditando-
Chaz: isso mesmo que você ouviu
Eu: Jenny -sussurrei pra mim mesmo- 

deixei tudo o que eu estava fazendo e corri pro meu carro, precisava voltar pra casa, Austin é meu irmão gêmeo, quando Jenny tinha 10 anos ele tentou beijá-la a força e Deus sabe mais o que ele teria feito se eu não tivesse chegado, dei um jeito de colocarem ele na cadeia e agora ele voltou pra atormentar minha vida, nunca falei dele pra Jenny, até hoje, ela acha que fui eu a tentar beijá-la a força, preciso chegar em casa, preciso impedi-lo de fazer algo contra ela....

Austin P.O.V

nada melhor do que fugir da cadeia depois de anos...
agora vou visitar meu amado irmãozinho e minha querida sobrinha que agora deve está ainda mais gostosa...

entrei na mansão sem problemas, por ser idêntico a ele nenhum segurança me parou, ouvi o barulho da TV ligada na sala e caminhei sorrateiramente até lá, encontrei minha querida sobrinha deitada no sofá com os olhos vidrados na TV, a conheci exatamente pelos olhos..

ao me ver ela sorriu e se levantou me abraçando

Jenny: papai
Eu: -sorri sádico- oh sim, claro, sou eu, seu papai

Jenny P.O.V

senti papai apertar minha cintura com força, me afastei um pouco o olhando e ele tomou meus lábios , o beijo era violento, diferente do beijo do escritório, tentei me afastar mais ele me apertou mais em seus braços, o empurrei com força e tentei correr mais ele segurou meu braço e me puxou, enrolou meu cabelo em suas mãos e subiu escada a cima puxando-me, entrou na primeira porta que encontrou que era a porta do quarto de uma de suas vadias, ele me jogou na cama e começou tirar a camisa, levantei da cama e corri em direção a porta mais antes que chegasse na mesma ele me puxou pela perna me derrubando no chão, foi até a porta e a trancou, caminhou até mim e me levantou pelos cabelos jogando-me na cama novamente, subiu em cima de mim e só então reparei, ele tinha varias tatuagens nas costas e na barriga, podia parecer, mais agora eu tinha a absoluta certeza, aquele não era o papai.

Eu: quem é você ? -sussurrei enquanto ele tirava a calça-
Austin: -sorri sádico- não lembra de mim princesinha, sou eu, seu titio Austin, irmão gêmeo do seu pai.

arregalei meus olhos, papai nunca avia me falado de um irmão gêmeo, nunca..

meus pensamento foram interrompidos quando ele entrou em mim sem aviso prévio, as lágrimas começaram a cair e eu tentava a todo custo me soltar , ele tinha os músculos enormes, então.. por mais que eu tentasse me soltar, todas as tentativas seriam em vão.
suas entocadas eram fortes, rápidas, violentas, a cada entocada minha cabeça batia contra a cabeceira da cama, a cama ia pra frente e pra trás tamanha era sua força, a dor era dilacerante, as lágrimas caiam sem parar e eu já não tinha mais forças pra lutar contra...
ouvimos um barulho vindo do lado de fora da casa, ele rapidamente me empurrou, pegou a arma que estava em sua roupa e avia caído no chão e sentou encostado na cabeceira da cama.

Austin: me chupa -ordenou-
Eu: não , por favor, eu não quero fazer isso.
Austin: se você não me chupar eu atiro no seu querido papai assim que ele entrar pela porta, eu morro, mais o levo junto.
Eu: não , por favor, eu faço mais não o machuque.
Austin: -rir- boa garota, agora enxuga as lágrimas e me chupa como se estivesse realmente gostando...

Justin P.O.V

depois de abrir a porta de todos os quartos da casa finalmente faltavam somente uma, abri a porta e a decepção foi inevitável, Jenny, minha filha, estava de quatro na cama chupando o meu irmão, o próprio tio.
no mesmo momento a preocupação que eu sentia evaporou e a raiva tomou conta de mim.

Eu: que porra é essa? -gritei- 

assim que ouviram minha voz, Austin empurrou Jenny e se levantou

Austin: Justin?
Jenny: papai -sussurrou-
Eu: então é isso vadia, tu gosta de chupar né, então eu vou te mostrar como tem que fazer.

a puxei pelos cabelos e sai do quarto em que estávamos caminhando e entrando no meu.

Jenny P.O.V 

ele me jogou no chão e tirou a calça seguida da cueca, puxou meu cabelo obrigando-me a levantar e levou minha ao seu membro, ele empurrava minha cabeça contra o seu membro sem dó nem piedade...
depois de alguns minutos ele gozou na minha boca e me jogou no chão enquanto eu engolia e cuspia parte daquilo, ele se estimulou novamente com a mão e gozou no meu rosto, logo em seguida cuspiu em mim.

Jus: eu tenho nojo de ser seu pai 

sussurrou entre dente vestindo a roupa e saiu, saiu mal sabendo ele, que o que eu fiz, foi por ele, por amor a ele, por medo de perdê-lo...

me sentia humilhada, pior que lixo...
levantei com dificuldade deixando que as lágrimas caíssem livremente, minhas pernas tremiam, sangue escorria por minhas pernas, minha cabeça doía devido aos vários puxões de cabelo que levei, sai do quarto do papai e entrei no único quarto onde ninguém entraria, o quarto que era da mamãe, enchi a banheira e entrei na mesma perguntando-me
eu posso chamar isso que eu tenho de vida?

"você nunca vai está sozinha Deste momento em diante, 
Se você sentir que está desistindo, 
Não vou deixar você cair, 
Você nunca vai estar sozinha,
Vou te segurar até a dor passar, eu prometo" 

ouvi a voz de papai ecoar na minha cabeça, ele proferiu essa frase no exato dia em que mamãe morreu..

"você prometeu" 

proferi mentalmente sentindo mais uma vez a dor tomar conta de mim e as lágrimas molharem o meu rosto.


Continua...


Imagine belieber:
aqui sua capa → (Click Here)


Leitoras novas, bem vindas a bordo bonecas ♥


Cap big como as princesas pediram, obrigado pelos comments bebês ,
amo vocês ♥