17 de out de 2012

Just a Bitch 「5」

"Todos falam que quando você cai, você precisa aprender a se levantar, mas nunca me disseram que depois de se levantar, você precisa andar como se não sentisse nenhuma dor."
- Aviso: Cap com cena de sexo


Acordei as 11:30, fiz minha higiene pessoal e desci pra tomar café, Justin estava a mesa conversando com algumas vadias, ignorei, ou pelo menos tentei, sentei a mesa e me servi.

Jus: sobe Carly, eu não te dei permissão pra descer.

levantei e caminhe até as escadas porém parei ao ouvi-lo me chamar.

Jus: pensando bem, eu quero que você transe com o Christian, aqui mesmo na sala, nós seremos sua platéia -sorri maldoso-

eu não acredito no que acabei de ouvir, ele vai me expor de novo, Chris que avia acabado de entrar na sala me olhou de olhos arregalados, suspirei e balancei a cabeça positivamente.

Chris: Justin eu não vou fazer isso com a Carly.
Jus: qual é Chris, eu sei que você quer foder com a vadia.

me aproximei de Chris, envolvi meus braços em seu pescoço e sussurrei em seu ouvido.

Eu: tudo bem, não vale a pena discutir com ele.
Chris: feche os olhos e imagine que estamos sozinhos -sussurrou- 

balancei a cabeça positivamente e o beijei, ao partir o beijo respirei fundo e levei minha mente pra um mundo paralelo, longe, onde só avia a mim. 
Chris levou as mãos a barra do meu vestido e o subiu tirando-o por completo, levei minhas mãos a sua blusa e a tirei, desci mais minhas mãos e tirei sua bermuda junto a cueca, ele puxou minha calcinha tirando-a, me ergueu pegando-me em seu colo, coloquei minhas pernas em volta de sua cintura, ele me encostou devagar na parede e me penetrou com cuidado. 

Chris: sinto muito por estarmos fazendo isso na frente deles
Eu: não se sinta culpado Chris, eu não quero mais lutar contra o Justin.

seus movimentos eram sempre lentos e carinhosos, chegavam a ser torturantes pra mim, abri meus olhos por um instante e eles se encontraram com os de Justin, nossos olhares fixos um no outro me fez estremecer, eu não sei o por quê mais seus olhos transmitiam tristeza e raiva ao mesmo tempo.

Jus: já chega -grita- se afasta dela Chris.
Chris: foi você quem me obrigou a fazer isso com ela.

Chris me colocou no chão e me entregou a blusa dele e minha calcinha, me colocou atrás dele enquanto eu me vestia , ele vestiu a cueca e o short e se virou pra mim beijando minha teste.

Chris: é melhor você subir
Eu: mais...
Chris: suba Carly

olhei pra ele e depois pra Justin e subi, do topo da escada ouvi gritos, fui direto pro escritório de Justin, o conheço e sabia que ele iria querer falar comigo.

...

alguns minutos depois a porta do escritório foi aberta e Justin entrou pela mesma, passou ao meu lado e sentou-se na cadeira apoiando os braços na mesa. 

Jus: tem 8 caras te esperando no terceiro quarto de hóspedes.

ótimo, então esse era o meu castigo por ter feito o que ele mandou, eu não entendo mais nada. 
me virei indo rumo a porta mais antes que eu a abrisse ele me chamou.

Jus: não vai reclamar? dizer que não quer? não vai falar nada? 

balancei a cabeça negativamente e me virei em direção a porta, senti meu braço ser puxado a bati contra o peito de Justin, minha vontade era abraçá-lo e chorar, chorar até que não restasse mais lágrimas.

Jus: o que você tem? por quê não fala comigo? por quê não me responde? por quê não grita comigo?

balancei a cabeça negativamente , me virei de costas e abri a porta, porém fui empurrada contra ela fazendo-a assim fechar-se.

Jus: fala comigo Carly? tá assim por quê disse que me ama e eu não disse nada? -tentei me soltar- é, eu lembro de tudo que falamos no dia em que eu estava bêbado, e quero que saiba que.... eu já mais te amaria, você é apenas uma vadia, eu não te amaria nem que você fosse a última garota da terra.

ao terminar de falar ele me soltou bruscamente e as malditas lágrimas começaram a cair, e esse, é o fim pra mim, sai do escritório o mais rápido possível, passei devagar pelo corredor pra não chamar atenção dos seguranças, desci as escadas e sai da casa sobre as perguntas dos capangas de Justin, corri o mais rápido possível enquanto as lágrimas caiam.

...

depois de quase 2 horas caminhando um carro preto encostou ao meu lado, senti um frio percorrer minha espinha, a janela começou a abaixar-se e eu congelei ao ver quem era, alguém pior que Justin. Dean.


desculpem por não ter postado ontem amores, tava sem tempo, 35 comentários?  nossa, vocês estão mesmo gostando dessa história em? obg mesmo princesas. *-*  se vocês voltarem ao cap anterior e verem os comentário de vocês verão que eu respondi a todos.

Hey, o que acham disso? ↓
quem vocês acham que venceria essa batalha?