4 de out de 2012

Just a Bitch 「Sinopse & personagens」

Sinopse

Ele a salvou quando ela tinha 10 anos...
 agora acha-se o dono dela.
cansada da vida que leva ela toma uma decisão.
e talvez com essa decisão, esteja ela assinando sua sentença de morte...
...
Jus: você é... apenas uma vadia.(Just a Bitch)
Carly: não sou -grita-
Jus: então o que você é? uma médica, uma empresária, uma babá, uma freira? - rir irônico- 
Carly: não -sussurra-
Jus: então o que você faz Carly? diga-me
Carly: transo com quem você mandar, obedeço sem questionar.  -sussurra-
Jus: -rir- e o que isso te torna? 
Carly: -abaixa a cabeça- apenas uma vadia(Just a Bitch)

Personagens

Carly -18 anos


Dean -22 anos

Justin -23 anos

Christian -19 anos


Ryan -21 anos



Classificação: +15
Categorias: Justin Bieber 
Gêneros: Ação, Amizade, Drama, Romance.
Avisos: Linguagem Imprópria,  Sexo, Violência 
(postado por Iza)

25 comments 


ai está a sinopse, 1º cap postado ao final de proibido. 
capa

Proibido 2ª Temporada       -Cap 16



:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: 
AVISO: Cap com cena de sexo

Justin P.O.V

estava sentado no sofá vendo TV, até ouvi a porta ser aberta bruscamente e ver Gio entrar na sala, ele veio pra cima de mim e me deu um soco me fazendo cair no chão, passei a mão em minha boca e vi um pouco de sangue, me levantei com raiva e fui pra cima dele dando-lhe um soco que o fez bater com as costas na parede, o olhar com o qual ele estava deu medo até mim.

Gio: seu filho da puta, como pôde fazê-la sofrer de novo? quem você pensa que é?

então era isso, tá explicado o porque da fúria dele, Sam deve ter contado a ele sobre nós

Jus: eu não queria machucá-la, acha que eu quis terminar com a pessoa que eu mais amo no mundo? acha que eu quis ficar longe dela? eu fui chantageado Gio, então obedeci ao que me foi mandado fazer, prefiro não namorá-la e vê-la todos os dias, do que namorá-la e fazer com que nos separe e eu nunca mais a veja.
Gio: chantagearam? quem?
Jus: Jennifer 
Gio: ainda dá tempo de você ir pra escola?
Jus: dá, porque?
Gio: apenas vamos

fiquei meio confuso, meio não, na verdade não avia entendido absolutamente nada, mais obedeci, peguei meu carro, entramos e parti pra escola.

[ ... ]

deixei o carro no estacionamento da escola e fui até o portão da mesma com o Gio.

Gio: quem é a Jennifer daquelas ali?
Jus: é a ruiva
Gio: OK, agora deixa comigo

o olhei ainda sem entender, ele respirou fundo e começou a caminhar até a Jennifer.

Gio P.O.V

ok, o que vou fazer agora vai contra todos os meus conceitos, preciso me preparar mentalmente pra isso, estava me aproximando da tal de Jennifer, apenas por olhá-la dava pra ver, era a tipica vadia filhinha de papai.
parei em frente a ela e a puxei pela cintura beijando-a em seguida, invadi sua boca com minha língua sem pedir permissão, apertei mais sua cintura , ela envolveu meu pescoço com as mãos e minha vontade era vomitar, nojo era o que eu sentia dela, não só por ser uma garota mais também por fazer minha boneca sofrer.
parei o beijo e ela se abanou suspirando.

Eu: você e eu , na biblioteca, agora.
Jennifer: como quiser

falou com uma voz extremamente irritante, sai de perto seguindo pra biblioteca e a mesma me seguiu, ao chegarmos na biblioteca a mesma estava vazia, nem a bibliotecária estava lá, a puxei pra perto da janela e a empurrei contra a mesma deixando-a de costas pra mim mais com o meu corpo colado ao seu
coloquei meu celular na prateleira de livros apoiado em um deles e coloquei pra gravar um vídeo, o ajeitei de um modo que fosse possível ver tudo menos o meu rosto.

Eu: me diz, o que você quer que eu faça? 
Jennifer: me fode, me fode até eu perder a consciência.

revirei os olhos, levantei a saia dela e baixei sua blusa sem alça, apertei seu seio e a garota praticamente gritou, parecia uma cadela no cio.
baixei minha calça e minha cueca, estava normal, nem um pouco animado, me masturbei um pouco pensando no pedro -meu namorado- e logo meu amiguinho entrou em ação, a penetrei sem aviso ouvindo um gemido alto por parte dela, apertei sua cintura e fique a massagear um de seus seios enquanto a penetrava com força.

Jennifer: mais forte

gemeu e eu revirei os olhos,  era tão fodida que eu podia fazer o que quisesse que ainda não conseguiria satisfazê-la , a penetrei com mais força fazendo seu corpo e pra frente e pra trás, levantei sua perna esquerda bem alto deixando-a apoiada no vidro da janela e no meu braço, fechei meus olhos pensando no pedro e rapidamente gozei dentro dela, sai da mesma sem esperar ela chegar ao ápice porém a mesma não reclamou, parei o vídeo e o salvei enviando uma cópia pro meu computador.

Jennifer: você.. é incrível .
Eu: -revira os olhos- ok, ok, agora vamos ao que interessa, quero que pegue todas as fotos de Justin com a Sam e queime, todas as fotos e cópias delas.
Jennifer: -rir- e porque eu faria isso?
Eu: -sorri travesso- porque acho que seu papai não vai gostar de ver um vídeo da filha dele fodendo com um desconhecido.
Jennifer: -nervosa- você não conhece meu pai nem sabe onde eu moro.
Eu: meu tio é diretor da escola, um estalo de dedos e descubro tudo que eu quiser sobre você e sua família.
Jennifer: tudo bem, eu vou fazer o que você mandou.
Eu: -sorri- foi o que eu pensei. 
Jennifer: vou queimá-las amanhã
Eu: não, você vai queima-las hoje -anotei meu número no papel e a entreguei- me envie uma mensagem avisando que já queimou todas, mais... se alguma dessas fotos aparecer, o mundo inteiro verá esse vídeo, inclusive seu pai.
Jennifer: tudo bem, tudo bem, eu vou queima-las, eu prometo.

sorri e sai da biblioteca indo em direção a Justin que ainda estava no portão me esperando, só mesmo minha Sam pra me fazer transar com uma vadia, mais eu faria isso e muito mais por ela.

Eu: tudo resolvido, agora vamos pra minha casa, você precisa pedir desculpas a alguém
Jus: como assim tudo resolvido? 
Eu: sem perguntas.
Jus: eu quero saber Giovani 
Eu: -revira os olhos- eu gravei um vídeo meu transando com a Jennifer e a ameacei , ela vai queimar todas as fotos que tem de você e da Sam.
Jus: você transou com ela? -entra no carro-
Eu: sim -também entra no carro-
Jus: obrigado -dá partida-
Eu: não me agradeça, fiz isso pela Sam não por você.
Jus: ainda assim obrigado.

...

Justin P.O.V

foi muito, muito legal da parte do Gio fazer o que fez, eu sei que não foi por mim mais eu agradeço, Gio abriu a porta do apartamento , deu passagem pra eu entrar e entrou logo em seguida, meus olhos caíram sobre minha princesa dormindo no colo de um cara.

Gio: Pedro? o que faz aqui?
Pedro: vim te ver amor

suspirei ao ouvi-lo chamar Gio de amor, sorri internamente  e o ciúmes e a cena que eu estava prestes a fazer saíram da minha cabeça

Gio: você já conhecia a Sam?
Pedro: não, mais cheguei ela tava aqui chorando, conversei com ela, ela me contou tudo e depois de um tempo dormiu.
Eu: saia, eu fico com ela agora.
Pedro: ah, você deve ser o Justin -me olha com nojo-
Gio: vem Pedro, deixe-o com ela
Pedro: tudo bem

ambos saíram e eu sentei perto da Sam que ainda dormia, passei as mãos em seus cabelos e a chamei, ela abriu os olhos e os esfregou com a palma das mãos.

Eu: me perdoa?

pedi a olhando

Sam: do que tá falando?
Eu: me perdoa pelo que eu fiz? não foi minha intenção te machucar.
Sam: não foi mais machucou.

abaixei a cabeça e contei tudo a ela, sobre a chantagem, as fotos, tudo.
ao término ela pulou em cima de mim e sorriu

Sam: eu te amo, mas nunca mais faça isso comigo, quando algo assim acontecer me conte, não me esconda. 
Eu: eu prometo que conto, e eu te amo mais.

2 anos depois

agora sim, último cap será o próximo. 

Continua / 15 Comentários