28 de set de 2012

Proibido 2ª Temporada       -Cap 13

Leiam todos os avisos abaixo
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: 

Coloquei a mão na maçaneta e lentamente a girei abrindo a porta, avistei Justin abraçado aos joelhos sentado encostado na cama, caminhei até ele e coloquei a mão em seu ombro, ele se assustou e levantou me encarando. 

Eu: por que está chorando?
Jus: por que deveria ser eu, deveria ser eu o primeiro a sentir minha filha chutando -soluça- eu e não aquele idiota metido a besta.

senti meu coração apertar ao vê o estado dele, e de certa forma, ele tinha razão, subi minha blusa deixando minha barriga totalmente a amostra e sentei na cama, puxei Justin sentando-o ao meu lado e trouxe a mão dele até minha barriga, nossa princesinha rapidamente chutou, como se sentisse que era o pai ali.

Jus: oi princesa -enxuga uma lágrima- é o papai, quero dizer que ainda não te conheço mais já te amo muito.

falou me fazendo sorrir, era fofo o jeito dele falando com ela, era como se ela escultasse, ele beijou minha barriga e ela chutou com força me dando um susto.

Eu: -rir- para de falar com ela Justin
Jus: por quê?
Eu: por que cada vez que você fala ela faz um campeonato de futebol na minha barriga. -rir-
Jus: -rir- tá vendo filha, sua mãe tem o sorriso mais lindo e perfeito do mundo todo, agora fala pra ela voltar pra mim, fala pra ela que papai não aguenta mais ficar longe dela, sem seus beijos, sem seu carinho, e principalmente, não aguenta mais ver ela com aquele médico metido.
Eu: -rir- fala pra ele filha, que o "médico metido" é gay.

Justin parou de acariciar minha barriga e olhou pra mim.

Jus: não acredito que eu tava esse tempo todo morrendo de ciúmes de um cara Gay.

comecei a rir da cara que ele fez, avia descobrido que Alex é gay quando o peguei beijando um cara no escritório dele no hospital, mais ele me fez prometer que não contaria a ninguém.

Eu: achou mesmo que eu tivesse algo com o Alex?
Jus: -coça a nuca- achei. 
Eu: -rir- bobo.
Jus: me perdoa?

pediu me encarando e fazendo bico

agora diz, tem como resistir a um bico lindo como o dele? isso mesmo, não tem.
sorri de canto e levei a minha mão até a dele segurando-a forte,

Eu: eu te perdoo, até por que não tem mais como viver sem você.

ele sorriu e me puxou beijando-me em seguida.

Jus: eu te amo, prometo nunca mais fazer algo pra te magoar
Eu: senti falta do seu beijo -encostei minha testa na dele-
Jus: senti falta de você -sorri e me beija-
Eu: te amo
Jus: não tanto quando eu te amo -falou colocando a mão na minha barriga- tá vendo filha, mamãe perdoou o papai.
Eu: isso mesmo filha -sorri-
Jus: ela vai se chamar Crystal 
Eu: Crystal? 
Jus: sim, por que ela é o nosso tesouro -sorri-
Eu: então, ela vai se chamar Crystal, nossa Crystal.


3 meses depois

mais 3 meses se passaram, eu estou com 3 meses e papai com 6, nunca o vi tão radiante, Alex viajou a trabalho, não sabe quando volta, mais é claro que ele me deixou nas mãos de uma ótima médica.
estava voltando do mercado, estava com vontade de tomar sorvete e não tinha em casa, e bom, Justin tinha ido pra escola, papai e Daniel tinham ido trabalhar e eu fiquei sozinha, subi pro meu quarto e ao entrar no mesmo avistei um bilhete em cima da cama, achei estranho, quem poderia tê-lo deixado ali se não tinha ninguém em casa?
sentei na cama e peguei o bilhete começando assim a lê-lo

Oi princesa, você sabe, nossa amizade não é de dias ou meses, é de 4 anos, já passamos muitas coisas juntos certo? não quero que acabe assim, não quero que simplesmente acabe, sobre o que aconteceu na minha casa, não fiz aquilo por nojo de você e sim por que sou gay, tenho nojo de garotas e não por ser você, na verdade, aquele foi o melhor beijo da minha vida, mesmo tendo ele sido com uma garota, mais esse não é o ponto, o ponto é, eu te amo, me perdoa?
não deixe que simplesmente acabe. 
Ass: Seu Gio. 

meus olhos estavam lacrimejando, joguei o sorvete e o bilhete em cima da cama e desci as escadas praticamente correndo, sai de casa, peguei um táxi e segui pra casa do Gio o mais rápido que pude, cheguei em frente ao prédio dele, peguei o elevador e sai do mesmo correndo, parei em frente a porta dele e bati algumas vezes, quando ele finalmente abriu pulei em cima dele .

Eu: eu te amo -sussurrei-

Gio: então você me perdoou? 
Eu: sim, sim

falei sorrindo e o beijando no rosto


Oii mesninas
não postei antes por falta de coments, mais não percam, próximo cap a vilã vai aprontar.

Perguntas:
não respondo a mais nenhuma pergunta por aqui, se quiserem perguntar algo , entrem na página F.A.Q (Clique aqui), perguntem o que quiserem, responderei com todo prazer. *-*

Afiliações:
não aceito pedidos de afiliações por aqui, se quiserem fazer pedidos de Afiliações peçam clicando aqui
=> (Clica)

Vagas para Afiliações:
tenho 6 vagas para afiliados, se vocês gostam do meu blog e querem afiliar-se a ele deixem o link do blog de vocês a baixo nos coments ↓

Moderação:
a Rafaela sumiu, tentei entrar em contato com ela mais não consegui, então , as postagens dela serão excluídas e ela não será mais moderadora, então... o ponto principal , irei logo logo abrir vaga para uma nova moderadora.

Novo visual
irei mudar o visual do blog novamente, então não estranhem se entrarem aqui e estiver tudo diferente.