23 de jul de 2012

Proibido - cap 11






Eu: tudo vai ficar bem

falei a abraçando, estávamos no aeroporto, Daniel não deixou papai vir porque o mesmo estava muito nervoso.

Sam: Justin -sussurrou segurando meu rosto e me olhando nos olhos-
Eu: sim? 
Sam: eu to com medo 
Eu: medo do quê amor?
Sam: de não te ver mais

a essa altura ambos chorávamos 

Eu: eu prometo que vamos nos ver de novo, daqui a 2 meses, certo?

ela balançou a cabeça positivamente


Sam: eu te amo
Eu: eu te amo mais


ouvimos o voo dela ser chamado, a puxei e a beijei, ela me olhou e forçou um sorriso, ela seguiu pra área de desembarque e eu sai pegando meu carro e voltando pra casa


...


depois de quase 1:00h consolando o papai subi para o quarto da Sam, deitei na cama dela sentindo seu cheiro impregnado por todo o comodo, fechei os olhos e finalmente me permiti chorar...


[ ... ]

2 meses depois
No tribunal 


Juiz: devido a falta de provas, os irmãos Shay poderão continuar a viver com o pai, caso seja constatado que os dois tenham um relacionamento além de irmãos, ambos serão mandados para internatos, um de cada lado do país , para que assim não possam se ver ou se falar, este caso está encerrado.


falou por fim batendo aquele martelinho que os juízes usam, pulei nos braços de papai o abraçando, a felicidade era tanta que nem cabia dentro de mim, voltamos pra casa, papai foi preparar o jantar com o Daniel e eu fui deitar, finalmente poderia ver minha pequena novamente depois de 2 meses, veria ela no dia seguinte...


dia Seguinte

Sam: Justin 


gritou ela saindo do carro e pulando em meu colo, a abracei forte e a beijei, ah, como senti falta dos seus lábios, do seu cheiro.


Pai: qual parte do" se for constatado que os dois tenham um relacionamento além de irmãos, ambos serão mandados para internatos" você não entendeu?
Eu:&Sam: desculpe


falamos juntos e Sam o abraçou, a ele e a Daniel, papai foi preparar um jantar especial e como sempre Daniel foi o ajudar, eu e Sam subimos pro quarto dela e nos trancamos lá, a olhei sorrindo malicioso e subi ficando sobre ela.


Sam: senti tanto a sua falta
Eu: eu também, pensei em você todos os dias.
Sam: promete que nunca mais vamos nos separar?
Eu: eu prometo meu amor, prometo, prometo


falei beijando todo seu rosto


Sam: amor
Eu: sim?
Sam: você jura que não ficou com ninguém na minha ausência? 
Eu: claro minha vida, eu juro, não fiquei com ninguém
Sam: eu te amo -sorri-
Eu: Sabe o que eu mais gosto em você?
Sam: O que?
Eu: Sua boca!
Sam: Minha boca? E por que a minha boca?
Eu: Porque ela tem um sorriso lindo, um gosto incrivel, e é dela que sai as três palavras que fazem a minha vida valer a pena.
Sam: bobo, MEU bobo
Eu: tão linda, tão perfeita, tão... tão MINHA -sorri e a beijei-


...


Dia Seguinte


Eu: Sam


chamei beijando-a


Sam: quê? -falou esfregando os olhos-
Eu: acorda meu amor
Sam: não quero -fez bico-
Eu: levanta princesa, vamos ao shopping 
Sam: tá bom


falou levantando e ficando de frente pra mim.


Eu: arrume-se ok? te espero na sala -falei beijando-a na testa-

...

chegamos ao shopping, deixei o carro no estacionamento e entrei com a Sam, fomos s loja de roupas e ficamos quase 1:00h só pra ela escolher 3 vestidos, depois seguimos para a loja onde tinham alguns ursinhos, compre dois pra ela, fomos a loja de sapatos, andamos praticamente o shopping todo, não sei como mulher aguenta fazer isso, quando ela finalmente me deixou descansar um pouco fomos ao Mcdonald's.

[ ... ]

saímos do shopping seguindo direto para o estacionamento, entrei no carro junto a ela e a puxei beijando-a, me separei dela quando me assustei vendo um homem nos olhando na porta do meu carro.
empurrei Sam afastando-a de mim rapidamente.

Eu: que- quem é você?
Xx: eu sou um oficial de justiça, o Juiz me mandou ficar de olhos em vocês dois e quando visse qualquer coisa suspeita o avisasse , então saiam do carro, vamos pegar os pais de vocês e depois seguimos direto pro tribunal.

fechei rapidamente o vidro do carro e pisei no acelerador saindo do estacionamento rapidamente, Sam ficou assustada com meu ato mais no momento não dei atenção, acelerei mais, sabia que ele viria atrás de nós, segurei na mão da Sam a tranquilizando.

Eu: você me ama?
Sam: sim
Eu: confia em mim?
Sam: confio
Eu: então foge comigo?
Sam: fugir? mais e os nossos pais?
Eu: quando estivermos instalados em algum lugar ligamos pra eles e avisamos tudo, eles nos amam e irão entender
Sam: eu estou com você -sorri-

a olhei, seu sorriso de certa forma me tranquilizou, e o momento de distração foi o suficiente, quando virei novamente olhando pra frente vi um caminhão vindo de frente, pra desviar dele tive que virar pra direita caindo então em um enorme barranco, o carro capotou e eu entrei em desespero ao perder o contato com a mão da Sam, senti um grande estrondo e depois vi um grande clarão, apaguei...



..................................
Continua...   |  15 comentários 
...........................................................................................................
estou decepcionada , os comentários novamente diminuíram, como vocês querem que eu poste por acaso e a segunda temporada de proibido sem comentários?
e mais, estou trabalhando em mais um IB, verdade ou consequência, ainda não decidi se vou fazê-lo mais... quem sabe.

o próximo cap será o cap final
...........................................................................................................
nanda: Exemplo, se ela for ao banheiro diga o que ela vai fazer(não faz isso ok? é só exemplo pra vc saber como funciona)
Ana Paula Oliveiraa': Bem vinda a bordo õ/
Amandda.Biieber: pode deixar que eu aviso
...........................................................................................................