24 de mai de 2012

Serial Killer | vitima 31 | {1}



- Alice / Serial Killer Narrando -


Avia terminado de me vestir, 


Tinha um encontro com Felipe,minha vitima 31,  Com certeza "minha vitima"  irá estranhar a minha roupa, mais dou uma desculpa qualquer, afinal, 
meu maior talento é mentir.
Estava sentada esperando "minha vitima" para um "encontro especial", ouvi a campainha sendo tocada, levantei-me e caminhei até a porta abrindo-a 
em seguida.

Eu: Olá  Felipe  - Sorri -
Felipe: oi Linda, que roupa é essa?
Eu: uma "fantasia"
Felipe: vamos a uma festa a fantasia?
Eu: sim, uma festa a fantasia particular.

falei sorrindo e sai sendo seguida por ele, entrei em meu carro e ele fez o mesmo, dei partida e dirigi o mais rápido possível, dirigi até minha
cabana que ficava  um pouco depois da cidade,  chegamos, parei o carro e seguimos o resto do trajeto caminhando, a cabana era no meio 
do mato então meu carro não entrava.

Daniel: uou, que lugar legal

falou ao entrarmos na cabana

Eu: vai ficar mais legal ainda

falei empurrando a porta com o pé e fechando-a
sorri maliciosa e me aproximei dele enlaçando seu pescoço com meus braços.

Eu: vamos começar nossa festinha? 
Felipe: claro
Eu: então vamos a festa.

puxei minha espada que estava em minhas costas e o vi arregalar os olhos

Felipe: pra quê isso?
Eu: pra começarmos a festa.

fui até ele lentamente e em um movimento rápido, cortei a blusa e a bermuda que ele vestia deixando-o apenas de cueca, Oh sim, ele era delicioso.
o beijei ferozmente, deixei que ele tirasse minha minuscula blusa junto ao sutiã e minha mini saia, cortei a cueca dele e fiz o mesmo com minha calcinha, 
o empurrei no chão e fiquei com meu corpo sobre o seu, abaixei-me e dei uma mordida em seu pescoço vendo um filete de sangue aparecer, levantei um pouco e abaixei novamente encaixando-me perfeitamente nele, soltei um gemido junto a ele com o prazer que percorreu meu corpo, comecei a movimentar-me devagar enquanto espalhava beijo e chupadas por todo seu pescoço, comecei a fazer movimentos mais rápidos, ele segurou minha cintura fazendo-me subir e descer em seu membro, ele inverteu as posições e ficou por cima de mim, puxou minhas penas e as encaixou em sua cintura, com a mão esquerda ele segurava minha cintura e com a direita apertava minha coxa, ele continuou com os movimentos, inverti as posições ficando por cima novamente, levantei e abaixei de uma vez, ele soltou um gemido rouco, o senti gozar dentro de mim e logo fiz o mesmo, cai ao seu lado mais logo levantei, fui até o sofá e peguei minha espada que avia sido jogada ali e voltei até ele, apontei a espada pra ele, o mesmo tentou levantar-se mais o impedi colocando o meu pé em seu peito.

Eu: minha vez de sentir prazer
Felipe: o que vai fazer?
Eu: matar você -sorri-
Felipe: mais ...  vo-você é maluca.
Eu: há, pare de choramingar, pelo menos vai morrer feliz depois de um orgasmo. 

em um movimento rápido girei e passei a espada por seu pescoço, eu nunca fazia cortes muito profundos porque se fizesse eles morreriam rápido e eu perderia a diversão, meus cortes não matam na hora, primeiro eles sofrem, depois morrem.
o vi levar as mãos ao pescoço na esperança de estancar o sangue, o que claro foi envão, o vi tossir enquanto engasgava-se com o próprio sangue, encostei-me no sofá e cruzei os braços, fiquei vendo-o o agonizar por 5 minutos, morreu.

Eu: droga, esse morreu rápido.

praguejei a mim mesma por ter deixado o corte ser mais profundo, ele morreu muito rápido, queria ter visto ele sofrer mais.
peguei um pedaço de papel e escrevi uma pequena frase, o corte no pescoço e o bilhete são minha marca, prendi o papel em seu peito com um grampeador, o bilhete é o que mais intriga os policiais

tudo porque no bilhete os desafio a me prenderem -coisa que nunca vão conseguir - vesti-me e o puxei até meu carro, o coloque no banco de trás e dirigi alguns quilômetros depois da cabana, o tirei do carro e o estiquei na beira da pista, ali seria fácil para os policias o encontrarem, assim quem sabe ele tivesse um enterro digno, irônico não? eu mata-lo e querer que ele tenha um enterro digno, mais o que posso fazer, essa sou eu.
entrei em meu carro e dei partida, E lembro-me perfeitamente de como tudo isso começou.

Flash Back ON


Continua / 15 comentários? *--*

----------------------------------------------------------------------------------------   

com 15 coments amanhã posto mais
awwn *-*, amei os comentários mais infelizmente não irei poder respondê-los.
desculpem bebês
bom...
eu já avia dito que teria muito Sexo e violência nesse IB, por isso não avisei que o cap continha parte hot. (=

----------------------------------------------------------------------------------------   

Hey fantasminhas, apareçam & comentem ok? prometo que a mão de vocês não vão cair, E se cair nós cola u-u, Anônimos deixem nome ou twitter quando comentarem.