13 de mai de 2012

               Garota Indomável |14| ❥



Justin: oi princesa

falou sorrindo e pegando na mão da mesma, porém imaginava que ali a sua frente quem estava era Emma, sua Emma.

...

 1 mês depois 

1 mês avia se passado desde o acidente de Emma, 1 mês agoniante para Nicole e mesmo sem admitir, para Justin também. o mesmo estava namorando, sim, namorando com a morena, Bárbara.

Nicole: você não vai entrar.

Gritou Nicole com Justin.

Justin: vou sim, ela é minha... minha... aaah, eu vou e pronto.
Nicole: não vai - Grita -

ambos estavam em frente ao hospital, Justin insistia para ver Emma depois de dias sem visita-la, Nicole não queria que ele a visse ou a visitasse. em sua percepção Justin era só mais um canalha egoísta. 

Justin: eu vou entrar, quer você queria ou não.

falou decidido entrando no hospital seguido por Nicole que deu-se por vencida, antes que sentassem como de costume o médico apareceu com um sorriso no rosto.

Dr: olá Nicole, Justin, quanto tempo não o vejo, como está?
Justin: bem Dr, obrigado.
Nicole: então, alguma notícia sobre minha filha?
Dr: na verdade sim, uma ótima noticia por sinal -Sorri- Emma saiu do coma, como eu disse ela é uma garota forte, vai ter que ficar no hospital por mais duas semanas, apenas em observação, depois poderá ir pra casa, mais vai ter que ficar de repouso até se recuperar totalmente.

Nicole não podia acreditar, a alegria que estava em seu peito era enorme, a sua vontade era de gritar ao mundo que sua filhinha avia acordado, gritar o quanto estava feliz.

Justin por sua vez estava estático, sua Emma avia acordado e ele não sabia como reagir, no fundo estava feliz por Emma finalmente acordar e ficar bem, porém, como dizer a ela o seguinte.
" Emma que bom que você acordou, queria dizer que fui um idiota egoísta sem coração e que enquanto você estava em coma mesmo te amando decidi seguir minha vida namorando com uma morena gostosa "
como dizer isso a ela? Oh sim, sabia o quão egoísta avia sido, o que dizer? o que fazer? o que pensar? difícil, muito difícil. 

Nicole: posso vê-la?
Dr: claro, venha, levo você até lá.
Justin: eu entro depois.

falou Justin vendo Nicole e o Dr sumirem no corredor.

Nicole e o Dr andaram pelo enorme e silencioso corredor do hospital, o Dr parou em frente uma porta e olhou Nicole sorrindo

Dr: sua filha está aqui
Nicole: ok Dr, obrigado.

Nicole entrou e deparou-se com sua filha olhando pro nada, por impulso foi até a mesma a abraçando forte, porém não foi recebida como esperava, Emma apenas a olhou e ignorou voltando a olhar pro nada.

a cabeça de Emma estava vazia, não pensava em nada, não queria sua mãe por perto ainda, só a aceitaria quando ela contasse toda a história, a história de como avia sobrevivido a um tiro certeiro no peito. Emma também lembrava-se pouco do acidente, as lembranças eram vagas, acabara de acordar mais já sentia falta de uma pessoa em particular, a pessoa pela qual seus pensamentos eram dominados.
Justin

Nicole: filha

chamou Nicole, Emma estava tão distante que mal ouviu sua mãe lhe chamando, Justin entrou no quarto sem avisar e foi até Emma abraçando-a de um modo possessivo, algumas lágrimas lhe escaparam dos olhos, foi involuntário.

Justin: fico tão feliz que você esteja bem. -Sussurrou- 
Nicole: afaste-se da minha filha seu canalha

Gritou Nicole tirando Justin de perto de sua filha, porém Emma o segurou pela mão.

Emma: afaste-se nada, deixe-o perto de mim.
Nicole: quando você souber o motivo pelo qual quero afastá-lo, você também não vai querer chegar perto dele.

Emma não entendeu apenas olhou para Justin que rapidamente desviou o olhar.

2 semanas depois

Emma: me soltem vocês dois

Gritou Emma, Justin e Nicole disputavam para ver quem ajudaria Emma a chegar até o carro, Emma não entendeu o porque de os dois estarem brigando , achou que eles se dessem bem.

Emma iria ficar na casa de Justin mesmo sem Nicole concordar, afinal, perante a lei Emma é filha de Justin.

os três entraram no carro, Emma estava cansada. Justin trise e Nicole com raiva daquele que dizia amar sua filha. Justin

....

Os dois ajudavam Emma a sair do carro e caminhar até a porta, a mesma estava um pouco fraca, pararam em frente a porta e Emma a abriu, mais preferia ter deixado-a fechada, deparou-se com uma morena dormindo no sofá, estava pelada e apenas um fino lençol a cobria, Emma sentiu seu coração falhar uma batida, Nicole sorriu mentalmente, finalmente sua filha iria ver o quão canalha Justin era, Justin por sua vez estava suando frio e imaginando como explicar a Emma sobre a morena em seu sofá.

mais cedo Justin avia transado com Bárbara , a mesma adormeceu e Justin saiu pra ir buscar Emma no hospital, acabou esquecendo-se de levar Bárbara para o quarto, e devido a esse esquecimento as  consequências não seriam nada boas.

Justin: Emma
Emma: tudo bem!

falou e subiu rapidamente rumo ao quarto, seu coração doía, sabia que não deveria te-lo entregado ao primeiro que aparecesse, quanto mais conhecia os homens mais valorizava os cachorros, não entendia como alguém que disse ama-la podia ter feito isso, sabia que tinha ficado 1 mês em coma, mais achou que o amor de Justin por si fosse grande o suficiente para espera-la, estava errada, sentou na cama observando a janela que começava a molhar-se com alguns pingos de chuva que começavam a cair, na sala, Nicole estava feliz por sua filha descobrir a verdade e triste por vê-la sofrer.

Nicole: viu o que você fez com a minha filha? ela está sofrendo por sua culpa.
Justin: disse a mulher que fingiu-se de morta e abandonou a filha.
Nicole: eu fui obrigada a fazer isso. 
Justin: Oh, então também foi obrigada a fingir que não sabia que seu marido estuprava Emma. 

falou com ironia e Nicole levou as mãos até a boca em surpresa.

Nicole: do que está falando?
Justin: há, a super mãe não sabia que a filha era estuprada?

falou mais uma vez com ironia.

Nicole: Emma

sussurrou Nicole com os olhos marejados, não sabia que o canalha que se dizia seu marido estuprava sua filhinha, agora sabia o porque de na maioria das vezes Emma ficar nervosa na presença do pai.

subiu as escadas correndo e abriu a porta do quarto de Emma fazendo a mesma virar a atenção pra si.

Nicole: precisamos conversar.
Emma: não temos nada pra conversar.
Nicole: quer saber a verdade? quer saber o porque de eu ter fingido-me de morta?
Emma: eu... eu quero , mais..
Nicole: mais nada,  irei lhe contar.

falou sentando-se ao lado da filha e colocando a mão sobre a da mesma.


Continua.



como a maioria quis, vou continuar com Garota indomável
Como eu disse, se tiver 25 comentários em cada postagem postarei todos os dias cap's grandes como esse.
Se sempre tiver esses comentários postarei Serial Killer assim que garota indomável acabar, Serial será seguido de Inocente amor. caso contrário, ou seja, sem os comentários , irei terminar de postar garota indomável e pararei com os imagines.
Bom bebês, até amanhã, se tiver os comentários postarei a noite. 

Beijinhos

E antes que eu esqueça, Dani minha ciumenta, não fique com ciumes da Rafa, ela é uma ótima pessoa, e eu não te troquei por ela, amo as duas