28 de abr de 2012

               Garota Indomável |11| ❥




AVISO: Cap com parte inadequada para menores de 18 anos


Justin: minha garota indomável 

sussurrou antes de adormecer 


( ... )


Dia seguinte / 12:00


Justin acordou vendo que Emma ainda dormia sobre si tranquilamente, virou com cuidado para deita-la na cama, cuidado esse que foi em vão porque Emma acordou.

Justin: Bom Dia!

falou sorrindo e beijando-lhe a testa.

Emma: eca

falou limpando a testa fazendo Justin rir

Justin: vou fazer minha higiene e depois desço pra preparar o café certo? 
Emma: tá bom
Justin: vai logo também, assim tomamos café juntos.
Emma: você não manda em mim
Justin: já vi que nunca vai deixar de ser a garota indomável 
Emma: garoto esperto
Justin: acontece que eu não estou mandando, estou pedindo.
Emma: há, assim sim.

Justin riu balançando a cabeça negativamente e lhe deu um selinho saindo do quarto logo em seguida.

....

Emma e Justin estavam tomando café da manhã, de repente foi ouvido um barulho irritante, era o celular de Emma tocando, a mesma levantou-se e foi até a sala pegar o aparelho que estava jogando no sofá, atendeu bufando.

Ligação On

Emma: alô
Xx: Emma? meu amor, como você está? você está bem?

Ligação Off

antes que a pessoa do outro lado da linha terminasse de falar Emma deixou o celular cair no chão, aquilo só poderia ser uma brincadeira de mal gosto, aquilo não poderia ser a voz daquela mulher, seria impossível, pensava Emma enquanto seus olhos  enchiam-se de lágrimas, se aquilo era uma brincadeira, Emma não avia gostado nem um pouco, Justin sem entender o que aconteceu levantou-se abraçando Emma.

Justin: ei, o que aconteceu? quem era?
Emma: não me siga

falou enquanto saia de casa e pegava um táxi, Justin pensou em ir atrás mais constatou que ela precisava ficar sozinha.
Emma pediu que o taxista a levasse até o cemitério, no caminho parou em uma loja e comprou uma pá, estava disposta a tudo pra saber se aquela era mesmo a voz da mulher, a voz da sua mãe, o taxista parou perto do cemitério, Emma seguiu até o tumulo de sua mãe, começou a cava-lo 

....

Depois de bastante tempo cavando Emma bateu em algo sólido, jogou a pá no chão e passou as mãos tirando a areia de cima, era o caixão, respirou fundo e abriu o caixão, levou um susto e caiu sentada sobre a areia, o caixão estava vazio, então sua mãe na avia morrido? e o tiro que Emma viu a mesma levando no peito não a matou? se ela está viva como Emma a viu sendo enterrada? então era mesmo sua mãe no telefone?
essas eram apenas algumas das perguntas que se passavam na cabeça de Emma naquele momento, Saiu do cemitério meio desnorteada, ainda sem saber bem se ficava feliz ou triste pelo fato que acabou de descobrir, decidiu que iria caminhando pra casa, precisava espairecer.


( ... )


depois de meia hora caminhando pra casa finalmente Emma chegou, entrou na mesma vendo Justin andando de um lado pro outro, ao ver Emma Justin correu até a mesma a abraçando-a possessivamente.

Justin: onde você estava? fiquei tão preocupado
Emma: eu estou bem.

Mesmo dizendo que estava bem seus olhos mostravam exatamente o contrário, estava abatida e Justin percebeu isso.

Justin: vem

... 

Justin: melhorou?

perguntou após vesti-la, o mesmo avia dado um banho em Emma já que a mesma estava repleta de areia.

Emma: sim

Justin sorriu e foi até a mesma beijando-a, o beijo começou lento, Justin passou a língua preguiçosamente pelos lábios da garota pedindo passagem, passagem essa que foi rapidamente cedida, Emma o puxou pela gola da camisa fazendo com que o mesmo ficasse sobre si, desceu as mãos até a barra da camisa de Justin e as subiu novamente trazendo a camisa junto, Justin levantou-se apenas para retirar o vestido que Emma usava deixando-a apenas de calcinha já que a mesma estava sem sutiã, Justin sorriu e desceu o beijo pelo queixo e pescoço até chegar a um dos seios sugando-o, Emma arqueou levemente as costas devido ao choque que percorreu seu corpo ao sentir a língua molhada de Justin em seu seio, Justin parou o que estava fazendo e retirou o próprio Short juntamente com a cueca, tirou a calcinha de Emma, ambos estavam nus e ofegantes devido ao calor do momento, Justin sentou-se com as costas encostadas na cabeceira da cama, Puxou Emma e sentou -a em seu colo fazendo com que consequentemente seu membro a penetrasse, Ambos gemeram de prazer, Emma agarrou-se a Justin e começou a mover-se lentamente arranhando-o as costas, queriam apenas curtir o momento, ficaram naquela posição por um tempo, Justin a deitou ficando sobre a mesma mais uma vez e voltou a penetra-la, inclinou o corpo e a beijou durante a penetração, começou a penetra-la mais rápido, depois de várias entocadas Justin gozou dentro da mesma o que fez com que Emma gozasse logo em seguida, Justin caiu sobre a mesma exausto, mais não poderiam dormir naquela posição, o mesmo ajeitou-se e deitou Emma sobre si e beijou-lhe o topo da cabeça.

Justin: acreditaria se eu dissesse que te amo?
Emma: não, mais pode tentar
Justin: te amo minha garota indomável 
Emma: não espere ouvir o mesmo, pelo menos não agora

falou e logo adormeceu devido ao cansaço.

Justin: eu espero o tempo que for preciso. 

sussurrou e logo adormeceu.


( ... )



Continua ....



Oii meninas, aqui é a irmã da Iza, ela tá doente(resfriada)
por isso não pode postar e pediu pra eu postar por ela, e por isso o cap não foi muito grande.
ela mandou pedir desculpas.