10 de mar de 2012

Fuck you Cap 20


Jason: me promete uma coisa Anne?
Eu: o que você quiser?
Jason: vai parecer meio gay mais...
Eu: fala logo
Jason: promete não me magoar?
o olhei surpresa, Jason Mccann com medo de se magoar, já havia me dito antes mais é difícil de acreditar.
Eu: prometo, e você promete mudar?
Jason: prometo

Você pensa sobre isso
Será que você consegue mudar?
Acabar o que você começou
Me faça querer ficar
Cansada de conversa
Me mostre algo real
Saiba que você é parte
Jogar como você se sente

Me diga o que fazer sobre você
Existe alguma maneira, qualquer coisa?
Eu posso dizer não nos quebrar
Porque Tem sido uma longa jornada
Eu não posso parar de te amar
Diga-me o que fazer com você

Você tem o seu jeito de falar
Até o seu jeito de respirar
Você poderia ser qualquer coisa
Mas você não sabe no que acreditar
Você tem o mundo diante de você
Se eu pudesse mostrar-lhe
Mas você não sabe o que fazer

Oh...
Você poderia ser qualquer coisa
Mas você não sabe no que acreditar
O mundo diante de você
Te mostrar
Mas você não sabe o que fazer
Yeah...


sorri e o beijei.
Jason: quer sair pra jantar fora?
Eu: quero
Jason: então se arruma que eu vou falar com a Helena.
Eu: OK
dei um beijo nele e entrei no banheiro.


( ... )


sai do banho e encontrei Jason deitado, passei direto pro closet, me vesti e sai.
Jason: vamos?
Eu: ahãm
descemos as escadas e avistamos Helena com as malas.
Helena: sua vadia como você..
Jason entrou na frente dela antes que ela terminasse
Jason: vadia é você e olha com fala com a minha mulher
ele gritou deixando-a assustada, sorri involuntariamente ao ouvir
 "minha mulher"
helena saiu com o rabo entre as pernas e eu sorri beijando Jason logo em seguida, saímos de casa, Jason entrelaçou nossos dedos fazendo todos os seus capangas nos olharem, entramos no carro e seguimos para o tal restaurante.


( ... )


chegamos ao restaurante, entramos e passamos direto pra uma sala onde tinha uma mesa pra dois.
Eu: porque estamos longe dos outros?
Jason: reservei essa parte do restaurante só pra nós dois.
Sorri
um garçom entrou, muito LINDO por sinal.
Garçom: o que vão querer?
ele perguntou enquanto me fitava
Jason: macarronada e que você pare de olhar pra minha mulher
Jason disse de um jeito frio, o garçom parou de me olhar e passou a olhar apenas pra baixo.
Garçom: e a Senhorita?
Eu: o mesmo.
Garçom: já trago seus pedidos.
O garçom saiu e eu fitei Jason
Eu: porque fez isso?
Jason: tava gostando né vadia? do viado te olhando.
segurei as lágrimas, eu sei que vocês devem achar que eu sou uma maria chorona, mais não é isso, é só que doí ouvir a pessoa que você mais ama te chamar de vadia, abaixei a cabeça, depois de alguns minutos o garçom chegou com nossos pratos, ele me olhou e uma lágrima me escapou, uma maldita e teimosa lágrima.
Garçom: porque está chorando princesa?
Eu: não é nada 
ele passou a mão em meu rosto e no mesmo instante Jason levantou-se dando um tiro no braço do garoto, eu ia ajuda-lo mais Jason me puxou pelo braço sem se importar se estava me machucando, as lágrimas se multiplicaram devido a força com que ele apertava meu braço, ele só o soltou quando chegamos no carro, entramos, me encolhi no banco do carro enquanto ele dirigia.
Jason: me desculpa Anne
ele sussurrou
Eu: você prometeu que ia mudar
respondi também em um sussurro
Jason: é só que... você é minha e eu não quero te perder, e aquele cara é melhor que eu e... você, sei lá... poderia passar a gostar dele.
suspirei e fechei os olhos os abrindo logo em seguida, como ele pode ser tão bobo? eu o amo e já mais trocaria ele por outro.
Eu: Jason eu te amo e nada nem ninguém vai mudar isso OK?
Jason: OK
ele disse parando o carro e me beijando, sentei no colo dele com as pernas em volta da sua cintura, sua mão boba passeava por todo o meu corpo, quando eu vi que ele tava totalmente excitado sai do colo dele e sentei no banco me ajeitando.
Jason: fala sério Anne, vai me deixar assim? 
ele disse apontando pro seu amiguinho que tava mais que animado.
Eu: vou
eu disse sorrindo de um jeito maléfico 
Jason: você é muito má
ele disse decepcionado
Eu: isso foi por me chamar de vadia
Jason: mais eu já pedi desculpas.
ele disse fazendo bico
Eu: e eu já desculpei 
disse o beijando e ele sorriu.

( ... )

chegamos em casa subimos direto pro quarto, me joguei na cama.
Eu: Jason me dá uma arma e me ensina a atirar?
Jason: como é que é ?
ele disse me olhando enquanto tirava a blusa.
Eu: quero matar o Gustavo
Jason: esse mundo não é pra você Anne
ele disse tirando a calça e se jogando ao meu lado apenas com uma boxer
Eu: esse mundo passou a ser pra mim a partir do momento que você me sequestrou 
eu disse levantando e tirando meu vestido.
Jason: mais não quero você envolvida com isso
fui ao closet vesti uma blusa do Jason e voltei pro quarto.
Eu: não me importo com o que você quer
Jason: pois deveria
Eu: esculte bem Jason, eu quero a cabeça do Gustavo em uma bandeja e não é tecnicamente, eu quero mesmo a cabeça dele em uma bandeja, vou coloca-la em um armário e ve-la como troféu. 
Jason me olhou com um jeito de desaprovação mais nem liguei, só me deitei na cama.
Eu: me abraça?
Jason: vai desistir dessa ideia idiota?
Eu: não U-U
Jason: ótimo
já que ele não me abraçou eu abracei ele, senti ele pegar minha mão, achei que ele fosse tira-la dali, mais não, ele apenas entrelaçou nossos dedos, sorri e logo adormeci, dormimos de conchinha só que eu por trás dele.




( ... )


Continua...

30 comentários para o cap 21
 
eu pedi muitos comentários
eu sei
mais é que to doente e com 30 comentários vou ter tempo o suficiente pra escrever os próximos caps
então se eu demorar pra postar o cap 21 vocês já sabem que a culpa não vai ser minha
quanto mais rápido tiver os comentários que pesso, mais rápido eu posto.
como já disse to doente, então não dá pra responder aos comentários.