14 de fev de 2012

Fuck you Cap 5






AVISO: Cap com parte inadequada para menores de 18 anos



eu pensei em bater nela mais minha raiva já tinha passado, foi engraçado quando ela fechou os olhos e disse que tava esperando eu bater nela, me aproximei mais dela e não aguentei, celei nossos lábios, comecei com um selinho mais logo evolui para um beijo, minha língua pediu passagem para sua boca e ela sedeu, coloquei minhas mãos em sua cintura e a puxei pra mais perto não deixando espaço para que nem uma mosca passasse, ela colocou as mãos em volta do meu pescoço, continuamos nos beijando até sentir a maldita falta de ar, separamos nossos lábios e ficamos nos olhando, percebi a bobeira que eu tava fazendo e me afastei, ela me olhou confusa, subi pro meu quarto e sentei na cama, não posso me apegar a ela, ela é só uma vadia como qualquer outra, sem gostar dela vai ser mais fácil mata-la quando Gustavo mandar,só quero come-la, nada mais.




Anne Narrando

tá, agora fiquei confusa, ele me beija e depois sai sem me dizer nada, me deixando ali com cara de c*, o que ele é? maluco, bipolar, bom... acho que no caso dele os dois, mais isso não vai ficar assim, vou lá falar com ele e perguntar porque ele me beijou.
subi as escada e entrei no quarto, ele estava sentado na cama fitando o nada.
Eu: Jason
 -Susurrei- 
Eu: Jason
 -falei um pouco mais alto-
Eu: Jason seu viado do caralho fala comigo porra, vai ficar me ignorando?
Gritei o mais alto que pude, ele que fitava a parede agora virou-se me olhando.



estremeci ao ver o jeito que ele me olhou, corri e sai do quarto, comecei a correr pela enorme casa a procura de um lugar pra eu poder me esconder, entrei no escritorio dele e me escondi debaixo da mesa, ele com certeza vai pensar "ela não é burra o suficiente pra se esconder no meu escritório".


Jason narrando


Vagabunda, cadela, como ela se atreve a falar comigo desse jeito? sai andando por toda a casa a procura dela mais não a encontrei em lugar nenhum, foi até bom ela ter se escondido porque se ela estivesse aqui eu a mataria e acabaria levando um soco do Gustavo, desisti de procura-la e desci pra sala de jantar.
Eu: oi Tereza 
eu disse falando com minha empregada
Tereza: oi querido, posso servir o jantar?
Eu: claro.


[ ... ]


Terminei meu jantar e subi pro meu quarto, tirei minha blusa, deitei na cama e peguei no sono.


Dia Seguinte


Acordei com a luz do sol em meu rosto
Eu: merda, esqueci de fechar a cortina
Murmurei pra mim mesmo
levantei, fui ao banheiro fiz minha higiene e desci pra tomar café & nada da Anne, onde essa vadia se enfiou? fugir tenho certeza que ela não fugiu, também nem teria como, terminei meu café, falei com um dos inprestaveis dos meus capangas, o mandei pegar um carregamento de armas e subi pro meu escritório, sentei na minha poltrona e quando coloquei meu pé embaixo da mesa senti algo, abaixei e nossa, lá estava a cadela encolhida em baixo da minha mesa dormindo, afastei minha poltrona, me abaixei e a puxei pelos cabelos a levantando e a encostando na enorme janela que tinha logo em frente a minha mesa.
Anne:  me solta seu viado idiota
Eu: do que tu me chamou cadela?
Anne: além de viado é surdo?
ela gritou
Enconstei com força meu membro em sua intimidade fazendo-a soltar um gemido
Eu: o viado aqui te faz gemer
virei-a e a sentei em minha mesa, a beijei com desejo, ela entrelaçou as pernas em minha cintura e os braços em meu pescoço, passei minhas mãos em sua coxa a apertando, ela gemeu entre o beijo o que me fez soltar um sorriso safado, sem demora arranquei sua roupa deixando-a apenas de roupas intimas, ela fez o mesmo comigo, tirei seu sutiã e o joguei em qualquer canto do escritório, rasguei sua calcinha que era de renda, o que facilitou muito pra mim, comecei a dar leves chupões em seu pescoço, desci até chegar em seus seios, cai de boca em um enquanto massageava o outro, ela pendeu a cabeça pra trás e fechou os olhos, ela voltou e me beijou e desceu a mão até meu membro que já estava mais que animado, ela o massageou ainda por cima da cueca me fazendo gemer, a desci da mesa e fui empurrando-a até o enorme sofá, a deitei e fiquei por cima dela, ela entrelaçou suas pernas em minha cintura e eu voltei a beija-la.
eu sei que ela é virgem e não quero machuca-la
Eu: vai doer um pouco mais logo passa.
Ela sorriu como resposta, a beijei, tirei minha cueca e me posicionei, entrei com cuidado fazendo-a apertar com força meu braço, fiquei parado dentro dela apenas pra que ela se acostumasse, comecei a fazer os tipicos movimentos de vai e vem, sua expressão era de dor.
Eu: quer que eu pare?
Anne: não, tá ficando gostoso
ela disse e eu sorri de um jeito malicioso, comecei a penetrala mais rápido e com mais intensidade enquanto ela passava as unhas em meu torax, aquilo deixaria muitas marcas, virei deixando-a por cima de mim, ela começou a rebolar em meu membro enquanto eu conduzia os movimentos segurando forte em sua cintura, ela beijou o meu pescoço me fazendo arrepiar, seus gemidos eram músicas para os meus ouvidos, virei novamente ficando por cima, comecei a entoca-la com mais força, senti uma corrente eletrica passar pelo meu corpo, gozei dentro dela, continuei com os movimentos só que bem devagar até senti-la gozar, ela deitou o corpo sobre o meu e ficamos assim por um tempo, até que nossa respiração voltasse ao normal, ainda dentro dela a beijei, eu levantei sentei e ela sentou ao meu lado, coloquei minha boxer e ela continuou ali, sentada e totalmente nua.
Eu: não vai se vestir?
Anne: to cansada, você acabou comigo
Ela disse com um sorriso safado
Eu: quer ajuda pra se vestir?
eu disse de um jeito malicioso
Anne: quero
peguei sua bermuda já que rasguei sua calcinha, a vesti apenas com o sutiã e a bermuda, e é claro, enquanto a vestia minha mão boba passeava por seu corpo perfeito
depois de vesti-la caminhei até a porta e a abri
Eu: vamos tomar banho
Anne: to cansada 
ela disse fazendo bico e pedindo colo
Eu mereço, bufei e caminhei até ela, peguei-a no colo e sai do escritório com ela, todos os meus capangas nos olharam, também, uma GOSTOSA só de sutiã e bermuda e eu só de boxer não era pra menos, entramos no quarto e fomos direito pro banheiro tomar banho.



[ ... ]




quando tiver mais de 15 comentários posto o cap 6
e ai, gostaram da parte hot safadenhas? *-*